caravana_01

A Caravana da Filantropia começou a todo vapor em Brasília nessa terça-feira, dia 28 de maio. A mobilização promovida pelo FONIF, que acontece até o próximo dia 30, reúne centenas de líderes de entidades filantrópicas que se deslocaram até a capital federal para dialogar com parlamentares com o objetivo de defender os direitos do setor e promover esclarecimentos sobre sua importância para o país.

“No âmbito da Reforma da Previdência há muita confusão em relação aos termos imunidade e isenção tributária. Nós, filantrópicos, recebemos imunidades previstas na Constituição Federal em função do importante trabalho que realizamos em favor da população brasileira com atendimentos gratuitos e de qualidade nas áreas de saúde, educação e assistência social. É para combater essa falta de clareza que existe em torno do nosso setor que estamos promovendo essa mobilização, de maneira que nossos parlamentares colaborem conosco na defesa desse setor tão fundamental”, comenta o presidente do FONIF, Custódio Pereira.

Só nesse primeiro dia o ato impactou mais de 50 deputados federais, aos quais foi apresentada a pesquisa realizada pelo FONIF que mostra o impacto da atividade filantrópica para o país. Entre as atividades do dia, vale destacar uma reunião, liderada pelo deputado federal Antonio Brito (PSD/BA), na qual todos os participantes da Caravana se encontraram com os deputados federais que manifestaram seu apoio à causa filantrópica, entre eles Alessandro Molon (PSB/RJ), Erika Kokay (PT/DF), Dra. Soraya Manato (PSL/ES), Darcisio Perondi (MDB/RS), Policial Kátia (PL/SP), Santini (PTB/RS), Guiga Peixoto (PSL/SP), Rodrigo Coelho (PSB/SC) e Paulo Delgado (PT/MG).

O encontro contou ainda com a presença de todas as lideranças das Organizações Representativas: ABIEE, ANEC, CEBRAF CMB, FEBRAEDA e CONIB.

Principais números de cada área

De acordo com os números consolidados na nova pesquisa do FONIF, na área da saúde, o setor filantrópico realiza mais de 260 milhões de procedimentos ambulatoriais e hospitalares e corresponde a 59% de todas as internações de alta complexidade do Sistema Único de Saúde. Vale mencionar ainda o fato de que o Brasil conta com 906 municípios atendidos exclusivamente por um hospital filantrópico.

Na educação não é diferente. Segundo o levantamento, as filantrópicas do segmento somam mais de 2,4 milhões de alunos matriculados e 725 mil bolsistas no Ensino Superior e Básico, isso sem mencionar o aspecto qualitativo, já que essas instituições são reconhecidas pela oferta de uma educação de altíssima qualidade, conforme constatação de rigorosos rankings de avaliação, como o ENEM e a CAPES.

Na área de assistência social a relevância dos dados é a mesma. Mais de 3,6 milhões de vagas de serviços essenciais de proteção básica são oferecidos pelo setor, o que representa 47% das vagas oferecidas pela rede socioassistencial privada, incluindo atendimentos de média e alta complexidade, assessoramento e defesa e garantia de direitos.

Para conferir todos os dados e fazer download da pesquisa, basta clicar aqui.

ASSOCIE-SE
Atuantes no setor filantrópico nas áreas de educação, saúde e assistência social, podem se associar. Saiba como.
QUEM SOMOS
Uma associação sem fins lucrativos, com objetivo de garantir os direitos e interesses das instituições filantrópicas. Saiba como.
CONTATO
Tire suas dúvidas sobre o nosso trabalho. Envie suas sugestões e comentários através do nosso Formulário.

Cadastre-se

Fonif 2021   |   Política de privacidade

Conforme Política de Privacidade e Proteção de Dados recentemente atualizada, o FONIF utiliza cookies e tecnologia semelhante para melhorar a sua experiência no site e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Recomendamos a leitura da nossa Política.