Foi realizada hoje, no dia 29 de abril, a Assembleia Geral Ordinária do FONIF. O evento foi organizado em modalidade online, em conformidade às normas de isolamento social. Os associados acompanharam o balanço de 2019, com o apontamento das atividades realizadas e dos resultados obtidos, e puderam debater temas importantes da filantropia para esse período.

“Grandes vitórias exigem grandes lutas. Tivemos um ano difícil, mas a força e o foco na causa nos fizeram prosperar em diversas iniciativas, como na questão da PEC Paralela da Reforma da Previdência. Vencemos porque estivemos unidos”, destacou Custódio Pereira, presidente do FONIF.

Na sequência, houve a apresentação do Comitê de Comunicação, em que a relatora Carmem Murara apresentou como resultado o aumento de 46% no volume de publicações sobre filantropia na imprensa em relação a 2018. Além disso, foram citadas as ações de relacionamento com os associados por meio de recursos digitais, além do crescimento na divulgação das atividades do FONIF e do engajamento do público. O apoio aos eventos, às ações de relações governamentais, com o setor e com parceiros, assim como a reestruturação do Comitê, também figuram entre os destaques da Comunicação durante o ano de 2019.

Caio Eduardo Thomas, vice-presidente do FONIF, conduziu a aprovação das contas do exercício de 2019 e da previsão orçamentária de 2020, considerando inclusive possíveis impactos gerados pelo cenário do COVID-19.

Thiago Ferreira Cabral, diretor jurídico do FONIF, apresentou a lista de novos associados em 2019, cujo número total mostrou-se 43% maior do que ano anterior. Também foi debatida a questão jurídica ligada à imunidade do terceiro setor no que tange a interpretação do julgamento das ADI’s 2028, 2036, 2228, 2621 e RE 566.622, conduzida pela Dra. Cláudia Pavan.

Na sequência, Márcio Sanches apresentou e discutiu o projeto que visa à criação da Universidade Corporativa FONIF, cuja ideia se embasa na implantação de uma instituição de ensino para atender a demandas específicas do setor filantrópico. Foram apresentadas a justificativa, suas implicações legais e aspectos de financiamento.

Também foi apresentada a pesquisa qualitativa “Diagnóstico de imagem e posicionamento: o setor filantrópico no Brasil”, realizada pelo Ipespe. A pesquisa, que é um projeto do FONIF em parceria com o Semesp, contemplou o próprio conceito de filantropia na perspectiva da população, dos beneficiários e formadores de opinião, além de profissionais da área, passando por aspectos como as relações com voluntariado e poder público. O estudo foi realizado com o objetivo de orientar e fortalecer o trabalho do FONIF na defesa dos interesses do setor.

 

Dr. Custódio destacou ainda os próximos passos que devem ser seguidos ao longo do ano. Entre eles, destacam-se: desenvolvimento do planejamento de comunicação após pesquisa Ipespe; foco no Projeto de Lei Complementar e na reforma tributária; apresentação ao Executivo, Ministério, CGU e TCU; encontro das lideranças com a Frente Parlamentar; valorização do Dia Nacional da Filantropia como momento de visibilidade das entidades; reedição Gibi Turma da Mônica; e valorização de pesquisas para o setor, como volume financeiro do voluntariado.

ASSOCIE-SE
Atuantes no setor filantrópico nas áreas de educação, saúde e assistência social, podem se associar. Saiba como.
QUEM SOMOS
Uma associação sem fins lucrativos, com objetivo de garantir os direitos e interesses das instituições filantrópicas. Saiba como.
CONTATO
Tire suas dúvidas sobre o nosso trabalho. Envie suas sugestões e comentários através do nosso Formulário.

Cadastre-se

Fonif 2021   |   Política de privacidade

Conforme Política de Privacidade e Proteção de Dados recentemente atualizada, o FONIF utiliza cookies e tecnologia semelhante para melhorar a sua experiência no site e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Recomendamos a leitura da nossa Política.